fbpx

Certificado de qualidade de materiais: o que você precisa solicitar ao efetuar sua compra?

Precisa comprar ferragens com certificado de qualidade para as estruturas de concreto da sua obra? Pois você veio ao local certo: as ferragens comercializadas pela Udiaço têm nome, sobrenome e todas as características técnicas necessárias para que você consiga emitir, facilmente, um Certificado de Qualidade de Materiais. Este é um documento de praxe, muito importante, geralmente solicitado por todas as médias e grandes construtoras do mercado brasileiro.  

As usinas que fornecem as ferragens são obrigadas, pela Associação Brasileiras de Normas Técnicas (ABNT), a atender à norma técnica NBR 7480, revisada em 2007, e que trata de “barras e fios de aço destinados à armaduras para concreto”. É uma norma específica para a produção de vergalhões, principalmente nas usinas siderúrgicas de aços longos. Ela não trata de produtos de corte e dobra, nem tampouco de produtos armados.

De acordo com sua classificação ou categoria, o vergalhão tem um tipo de uso. O modelo CA-50, por exemplo, é o mais comum deles. É um vergalhão laminado a quente. Suas estrias transversais e duas aletas longitudinais são obrigatórias e devem atender às medidas especificadas na norma. Seu limite mínimo de resistência ao escoamento é de 500 Mpa ou 50 kgf/mm². O alongamento mínimo é de 8%. Para o ensaio de dobramento, deve-se utilizar pino de dobra de três vezes a bitola para bitolas abaixo de 20 mm e de seis vezes a bitola, para bitolas iguais ou superior a 20 mm. É também obrigatória a marcação da bitola, da marca da usina e da categoria CA-50. As bitolas desta categoria são de 6,3 mm até 40,0 mm. O dobramento é muito fácil. É a categoria de vergalhões mais comum. Praticamente 95% do mix de produção de C&D (Cortes e & Dobras) é com o CA-50. E assim, sucessivamente, para os demais tipos de vergalhões. O objetivo, sempre, é garantir a segurança da obra, utilizando as ferragens adequadas para cada situação.

 Sempre que solicitada pelo cliente final, portanto, a Udiaço e demais empresas deste segmento precisam estar aptas a fornecer um Certificado de Qualidade dos materiais fornecidos, garantindo que seus produtos seguem a NBR 7480. Este certificado de qualidade deve conter, obrigatoriamente: dados da usina, número da nota fiscal, número das corridas, nome do cliente da Udiaço, bitola, lote, quantidades, limite de escoamento, limite de ruptura, alongamento e dobramento, CREA e assinatura do Engenheiro Metalurgista responsável pelos ensaios. São informações fornecidas pelas usinas à Udiaço.

 Mas, além disso, um Centro de Serviços como a Udiaço é obrigado a emitir o seu próprio Certificado de Qualidade, que deve conter: número do romaneio, número da nota fiscal, números das corridas que foram utilizadas para as produções, dados do cliente/obra, usinas fornecedoras das corridas ou produtos, bitola dos aços, CREA e assinatura do engenheiro de produção. São anexados a este certificado cópias de todos os certificados fornecidos pelas usinas das corridas citadas que foram utilizadas na produção dos materiais adquiridos.

Para cada romaneio caberá um certificado próprio, que poderá incluir várias corridas, inclusive da mesma bitola. Em linhas gerais, cada parte que produz uma determinada característica do produto deve se responsabilizar por ela. A usina deve se responsabilizar pela categoria, pelas propriedades mecânicas, pelas nervuras. Os Centros de Serviços devem se responsabilizar pelos comprimentos dos produtos de corte e dobra, pelas medidas e pelas amarrações e/ou soldas dos produtos armados, assim como garantir que o tipo de vergalhão adequado atendeu com segurança a demanda do cliente. Assim sendo, os Centros de Serviços não precisam ter laboratórios e/ou realizar ensaios de tração em suas plantas.

O sistema de emissão de Certificado de Qualidade da Udiaço garante o cumprimento do requisito da Norma NBR ISO 9001 que trata da rastreabilidade.

By | 2020-06-11T11:00:22-03:00 11/06/2020|Construção|