fbpx

O reaproveitamento de materiais é um dos desafios atuais da construção civil

O reaproveitamento de materiais, de um modo seguro e ecologicamente correto, após o término de uma obra, é um dos grandes desafios atuais da indústria da construção civil. Que materiais seriam esses? Podem ser simplesmente sobras de materiais comprados em excesso ou danificados, resíduos sólidos gerados durante a obra (conhecidos mais popularmente como entulho), plásticos, papel, papelão, metais, vidros, madeiras, tintas, solventes e óleos, entre muitos outros. Esses materiais citados podem gerar uma série de problemas, por exemplo, à população que reside no entorno daquela obra, como degradação da paisagem, contaminação do ar e da água, acúmulo de sujeira etc.  

Assim como cada um de nós deve se preocupar com a reciclagem do lixo da sua casa, os engenheiros, arquitetos, pedreiros e demais profissionais do setor, assim como as empresas, devem se preparar para fazer o reaproveitamento dos resquícios das obras. Essa ação é importante, também, para evitar desperdício de material, o que reduz os custos da própria obra. Mas não é apenas esse o objetivo. 

O cuidado com a forma de lidar com esses materiais ao final da construção tem muita importância ambiental e também pode trazer trabalho e renda para muita gente que vive da reciclagem de produtos. A reutilização de materiais na construção civil trata de transformar os resíduos das obras em produtos comerciais que possam ser novamente utilizados. Com isso, criar oportunidades de reuso e reciclagem que possam ser traduzidos em sustentabilidade social e ambiental. A indústria da construção civil é uma das atividades de maior importância para o desenvolvimento econômico e social de uma nação – e essa importância continua mesmo após a conclusão da obra.

Portanto, o correto reaproveitamento ou reciclagem de resíduos em obras é vital, por exemplo, para diminuir a extração de recursos naturais. Existem muitos materiais utilizados na construção civil que são de origem mineral e, consequentemente, são recursos limitados que pertencem ao meio ambiente do planeta. Algo que não tem utilidade em um projeto pode ser útil numa outra construção – esse é um princípio simples, mas que poderia ser aplicado com mais frequência. 

Existe uma infinidade de formas de reutilizar o material que seria desperdiçado. Ele pode mudar a cara do ambiente fazendo parte da decoração ou até ser vendido e gerar renda, contribuindo no orçamento final de quem trabalha com a reciclagem. Diversos materiais podem ser utilizados na fabricação de móveis e elementos de decoração. Sobras de madeira podem ser transformadas em bancos, cadeiras e mesas, por exemplo. 

O princípio básico deste tipo de “transformação” é a criatividade. Com ela, é possível transformar recursos como canos, vidros, latas de tintas e outros materiais em luminárias, vasos de plantas, porta-copos e tantos outros objetos úteis. O porcelanato também pode ser usado na confecção de mesas, aparadores e armários. Até para quem não está disposto a investir nesse tipo de trabalho há uma solução melhor do que simplesmente abandonar os resíduos num terreno abandonado ou mesmo em um aterro sanitário: é possível vender muita coisa, por baixos preços, para empresas ou pessoas que vivem exatamente desta reciclagem. 

É claro que nem tudo pode ser reaproveitado. Vidros e materiais feitos com amianto podem causar contaminação no solo e na água. Por isso, eles devem ser encaminhados de volta ao fabricante para que tenham tratamento adequado, evitando danos ambientais. 

Reaproveitar ou reciclar materiais significa, principalmente, reduzir o uso de novas matérias-primas e, com isso, diminuir a exploração de recursos naturais do meio ambiente. Assim, é fundamental que pelo menos uma parte dos materiais possa ser transformada em produtos comerciais – inclusive para utilização em outras obras de construção civil. Existem várias formas de fazer isso. Foram criadas, por exemplo, pequenas máquinas trituradoras que transformam o resíduo em pó. Depois, esse pó é misturado com um pouco de aglomerante, que transforma o material resultante em uma argamassa utilizada para diversos usos. 

By | 2020-10-22T13:55:56-03:00 22/10/2020|Construção|